Códigos de ética bem elaborados podem constituir uma ferramenta poderosa para guiar o comportamento individual nas organizações e delinear a cultura e as politicas organizacionais.1 (Prefácio do Livro “Código de Ética: um instrumento que adiciona valor”)

Criação Código de ÉticaPopularizado desde meados da década de 60 nas grandes corporações americanas, o Código de Ética veio suprir algumas necessidades empresarias internas e externas, difundindo o modus operandi da empresa para o mercado, no intuito de fortalecer a Marca que a Instituição anseia disseminar entre os colaboradores. Este artigo tem o objetivo de ressaltar de maneira sucinta e clara o quanto a implementação de um Código de Ética pode beneficiar uma empresa de pequeno, médio ou grande porte, estabelecendo diretrizes que evitarão conflitos internos, gerados principalmente por falta de normas organizacionais que auxiliem os colaboradores na tomada de decisão. Além de um importante instrumento interno, o Código de Ética Empresarial é um meio de apresentar ao mercado, as intenções da Empresa frente a um comércio globalizado e que anseia por credibilidade e transparência.

Para tanto, segue os 7 pontos que esclarecem, quais os fatores que transformam o Código de Ética Empresarial em um documento essencial para a organização de uma Corporação:

1# Disseminar a Cultura Organizacional entre os stakeholders de modo eficaz, clara e permanente.

2# Eficiente indicador do Comportamento Organizacional, permitindo modificações, atualizações e visão profunda sobre o Corpo Social da empresa, além de esclarecer os dirigentes a respeito do desempenho de suas equipes, departamentos ou outros grupos parceiros da empresa em termos éticos.

3# Redução das distâncias entre os departamentos através de canais de comunicação que visam compreender os desejos e receios dos colaboradores como meio de revitalizar o próprio Código de Ética Empresarial e diagnosticar a saúde ética da Organização.

4# Grandes empresas estão descobrindo (as vezes de maneira dolorosa) como a perda de credibilidade pode afetar de forma nociva sua estabilidade. A “imagem”, a “respeitabilidade” e a “confiança”, são hoje, em um mercado globalizado, uma obrigatoriedade. Para tanto, diretrizes normatizadoras, podem colaborar para uma boa performance na manutenção da Reputação de uma marca.

5# Integração ativa de todos os colaboradores na definição dos parâmetros que guiarão suas decisões dentro da Corporação (por intermédio de medidas ativas: questionários, esclarecimentos, reuniões)  durante a aplicação do Código de Ética Empresarial, o que gera, automaticamente, um clima de confiança entre funcionários e empresa.

6# Incentiva não só a comunicação entre os funcionários, como também auxilia a troca de informações e fomenta o raciocínio crítico das equipes em relação as suas próprias performances.

7# Tal como os grandes Códices da Humanidade (Ex. 10 mandamentos) um código interno de Ética insere a empresa, não só em uma tradição milenar, como solidifica suas intenções e oferta um face autêntica para todo mundo empresarial.

Criação do Código de Ética Empresarial

Existe todo um mecanismo de implementação do Código de Ética Empresarial que deve ser respeitado passo a passo, para que o mesmo não se torne obsoleto antes mesmo de entrar em vigor. Se faz necessário um trabalho sério, que leve em consideração todo o processo relacionado ao tempo de sua implantação. Para tanto, entrevistas, integração, comunicação, workshop e palestras sobre Ética Organizacional, devem ser devidamente respeitadas, sem que uma fase se sobreponha a outra.

A composição escrita do documento final, por exemplo, deve seguir parâmetros onde simplicidade, coerência e longevidade conduzam as intenções da empresa pelo caminho da unificação e compreensão plena dos colaboradores. Seus efeitos positivos, porém – reconhecidos e respeitados em toda área empresarial – podem ser estatisticamente comprovados em médio e longo prazo. Uma vez que um Código de Ética, diferente das informações instantâneas, será paulatinamente disseminado dentro da corporação.

Para conhecer mais detalhadamente a Implementação de um Código de Ética, clique aqui e solicite um Projeto de Elaboração para a sua Organização para a Consultoria do Ética&Negócios.

______________________________________

1ARRUDA, Maria Cecília de. Código de Ética: um instrumento que adiciona valor. São Paulo. Negócio Editora, 2002.